Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \29\UTC 2011

Depois eu é q sou louco..

Muitas vezes, quando admito e falo sobre os meus sonhos, como o antigo de ser escritor por exemplo, sou reprovado e recebo vários nomes de quem queria apenas uma resposta do tipo: Pô..legal..está indo atrás de seus sonhos! Agora quando as pessoas mentem e saem por aí falando uma das outras…ninguém reclama..é natural. Acho loucura isso de querer se meter na vida do outro. Mas, enfim, o ser humano se acostuma ao pior sempre.

 

E continuo dizendo…não sou humano então.

Anúncios

Read Full Post »

Escrito de 2002

Hoje foi o momento de revirar o baú aqui de casa e encontrar um texto que escrevi em 2002. Bom..não sei porque hoje o meu dia foi nostálgico demais. Colocarei o texto neste blog porque muita gente pode considerá-lo inferior. Mesmo assim, gosto muito dele. Aqui vai:

 

Escrita matemática

 

100pre hu1000de 100 10istir 2 ideais por mim projetados! Um pouco 10acreditado, + 100pre com 1a esperança de conseguir pelo – 1 emprego legal. Por isso, fui pedir ajuda a meu primo:

_João, eu 20 visitar!

Conversamos durante horas. 100 conseguir resolver o meu problema, ele começou a me enrolar com 1 papo absurdo:

_Como aqui 90, vo70 ficar calmo. Você 60 e espera 1a brisa chegar…Logo a 100tirá nos de2!

Decidi ir embora. O meu primo é + burro que eu! Enquanto isso, 101 banco e começo a pensar para qual lugar eu irei.

 

Tempo bom esse em que tinha mais liberdade pra escrever. Noite com clima de tensão, tristeza e solidão..pq não sei…hehe

Read Full Post »

Mudanças internas

Há muito tempo que não escrevia sobre isso. Caio na burrice de acreditar numa versão única de mim. Também andava afastado do modo pessoal de escrita. Nos últimos dias, as “antigas” mudanças internas bateram em minha porta. Sinto o modo de escrever mudar e as vozes da versão 2.8 soarem ao pé do meu ouvido.

Ainda não sei o que essa “nova” personalidade guardou da vida. Os amores, as desilusões, o lado poeta, o pesquisador, o artista ou o ninguém. E, se tentando ser objetivo, acabo escrevendo este texto, já não sei mais o que me reserva. Vivo o momento da dúvida concreta. Nunca pensei que chegaria a esse nível. É só esperar a insônia ir embora para tudo voltar a ser como “não” era antes.

Read Full Post »